Pedindo justiça, caminhada dos pais de Beatriz recebe apoio em cidades do Sertão

Há uma semana, os pais da menina Beatriz Angélica Mota estão caminhando em direção a Recife, pedindo justiça, pela morte da filha de 7 anos, assassina com 42 facadas, no dia 10 de dezembro de 2015. Desde o início do percurso, em Petrolina, Lúcia Mota e Sandro Romilton estão recebendo manifestações de carinho e apoio, pelas cidades onde passam.

No início da madrugada desta segunda-feira (13), os pais de Beatriz saíram de Belém do São Francisco. A próxima parada do casal será em Floresta. “Estamos caminhando por justiça. Para que Beatriz tenha um inquérito justo e um processo justo”, destacou Lúcia.

Desde a saída de Petrolina, na madrugada do dia 5, os pais de Beatriz estão sendo acompanhados por voluntários e um esquema foi montado para garantir a de segurança durante a viagem. Nos pontos de parada, o grupo é acolhido por moradores.

Nestes sete dias de caminhada, Lúcia e Sandro tiveram recepções calorosas. Em Orocó, o casal foi recebido por dezenas de moradores, que estavam carregando faixas, pedindo justiça. O mesmo aconteceu em Cabrobó.

Em Belém do São Francisco, os moradores fizeram um corredor na rodovia, para receber os pais de Beatriz.

A previsão é que os pais de Beatriz cheguem a Recife entre os dias 25 e 30. “Em Recife, nós temos dois pontos de parada, que é o Ministério Público e o Palácio das Princesas, que é onde eu vou realmente me estabelecer. O objetivo dessa caminhada é chamar a atenção do governador em relação aos nossos pedidos que já estão tramitando aí há mais de um ano”, explica Lúcia.

O assassinato de Beatriz Angélica completou seis anos, no último dia 10. Até o momento, ninguém foi preso.

Vereadores flagram milhares de alimentos estocados e vencidos na Secretaria de Educação de Salgueiro

No início da tarde desta sexta-feira (10), vereadores de Salgueiro divulgaram nas redes sociais que durante uma visita a Secretaria de Educação do município, encontraram milhares de alimentos estocados, muitos deles vencidos. Os produtos alimentícios foram comprada com recursos do Programa Nacional de Alimentação Escolar – PNAE, que deveriam ter sido destinados em kits de merenda escolar aos alunos das escolas municipais, sobretudo os mais carentes.

O flagrante foi feito menos de um mês após a divulgação de um Diagnóstico Situacional realizado pela Secretaria Executiva de Assistência Social de Pernambuco, identificando que 33% da população da cidade de Salgueiro encontra-se em estado de extrema pobreza.

Nos vídeos é possível ver diversos fardos de arroz com validade ultrapassada. Segundo informações preliminares, dentre os alimentos, também estão cerca de 5 mil caixas de ovos, ou seja 150 mil ovos.

O vereador Leo Parente disse que a cena é de partir o coração. “Essa é a realidade que a nossa população tem vivido. Esse é o natal, tudo isso aqui vencido. Isso aqui é o que a gente vem denunciando todas as semanas na Câmara de Vereadores aqui de Salgueiro”, comentou.

Em nota, a Prefeitura de Salgueiro informou que abriu sindicância para apurar os fatos denunciados e afastou imediatamente todos os comissionados responsáveis pelo almoxarifado da Secretaria de Educação. Segundo a nota, a prefeitura também está abrindo processo administrativo contra servidores efetivos responsáveis pelo controle dos alimentos.

Sites do ConecteSUS e do Ministério da saúde estão fora do ar após ataque hacker

Os sites do Ministério da Saúde e do ConecteSUS estão fora do ar após um ataque hacker nesta madrugada. Nas primeiras horas do dia, uma mensagem deixada pelo grupo invasor dizia “você sofreu um ransomware” e “50 TB de dados foram copiados e excluídos”.

O ConecteSUS é o aplicativo responsável pela emissão do Certificado Nacional de Vacinação Covid-19, exigido para acessar locais públicos. Até o momento, o comprovante é exigido em 19 capitais do Brasil.

O Ministério da Saúde informou que a Polícia Federal e o Gabinete de Segurança Institucional já foram acionados para investigar o caso. O problema também afetou o sistema de notificação de casos da Covid-19 e a página que compila dados de vacinação para outras doenças no país (SI-PNI), segundo a pasta.

O Lapsus$ Group assumiu a autoria do ataque hacker e escreveu: “Nos contate caso queiram o retorno dos dados”. Até o momento os sites do Ministério da Saúde e do ConecteSUS permanem fora do ar, mas a mensagem do grupo hacker foi excluída.

Forró é declarado patrimônio imaterial brasileiro pelo Iphan

O Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) decidiu, nesta quinta-feira (9), declarar o forró como patrimônio imaterial brasileiro por unanimidade. A definição ocorreu em reunião extraordinária do Conselho Consultivo do Patrimônio Cultural da entidade, o qual também considerou a expressão musical como supergênero. O processo foi aberto em 2011.

De acordo com o órgão, o forró é considerado um supergênero por agrupar ritmos e expressões musicais como o baião, o xote, o xaxado, o chamego, o miudinho, a quadrilha e o arrasta-pé.

“Manifesto-me plenamente favorável ao registro pelo Iphan das matrizes tradicionais do forró, munidas das formas de expressão com abrangência nacional”, afirmou a relatora do processo na entidade, Maria Cecília Londres Fonseca.

O reconhecimento do forró como patrimônio imaterial do Brasil acontece a apenas quatro dias do Dia do Forró, celebrado anualmente no dia 13 de dezembro, dia do nascimento de Luiz Gonzaga, o Rei do Baião. Gonzagão nasceu em Exu no dia 13 de dezembro de 1912.

Tribunal de Contas sugere que Prefeito de Salgueiro seja multado por irregularidade em contratações

Um Relatório de Auditoria Especial do Tribunal de Contas do Estado de Pernambuco de julho de 2021 mas que só foi divulgado no último 1, opinou pela irregularidade nas contratações de duas empresas que prestam serviço para o município.

O relatório sugere que o prefeito de Salgueiro, Marcones Libório, realize a devolução aos cofres públicos de R$ 13.348,24 e realize o pagamento de duas multas no valor de R$ 17.179,00, sendo uma para cada contrato feito irregularmente. O Secretário de Serviços Públicos da atual gestão também é apontado pelo TCE/PE no relatório. A soma do débito totaliza cerca de R$ 48 mil.

O relatório explica que o prefeito Marcones Libório deve ser responsabilizado por contratar emergencialmente empresa para Manutenção do Aterro Sanitário, com preços superiores ao do mercado. “A imputação de débito ao gestor é decorrente de pagamento por serviços contratados por dispensa de licitação com valores superiores aos que vinham sendo praticados até dezembro de 2020,” explica trecho do documento.

Constatou-se ainda, segundo o TCE, a contratação emergencial de empresas ligadas ao seu grupo político, afrontando a Lei de Licitações e o princípio da Impessoalidade. A empresa contratada seria a atual responsável pela Limpeza Pública da cidade.

Clique aqui para ler o relatório completo.