Ministério Público Eleitoral se posiciona contra cassação dos mandatos do prefeito, vice-prefeito e vereador de Verdejante

O prefeito de Verdejante, Haroldo Tavares, o vice-prefeito, Dorival Gondim, e o vereador João Ubaldo, cujos mandatos foram cassados em 1ª instância pelo juiz da 75ª Zona Eleitoral, Neider Moreira, conseguiram uma primeira vitória em 2ª instância.

Através do Procurador Regional Eleitoral Wellington Cabral Saraiva, o Ministério Público Eleitoral de Pernambuco emitiu parecer na última quinta-feira (10), opinando que a Justiça acate recursos apresentados por eles.

Haroldo, Dorival e Ubaldo foram acusados pela coligação adversária da prática de diversas infrações eleitorais, como perfuração de poços em troca de votos, divulgação de propaganda eleitoral em perfil público e, principalmente, compra de apoio político.

No entendimento do procurador, a acusação de pagamento de vantagem ilícita a um empresário em troca de adesão “excedeu os limites da demanda”. Por isso, se posicionou pela reforma da sentença.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *