Municípios do Sertão de PE irão realizar a inserção de DIU hormonal gratuitamente

O dispositivo intraurerino (DIU) é uma pequena estrutura que é colocada no interior da cavidade uterina e funciona como método contraceptivo. No final de junho, equipes das VII e IX Gerências Regionais de Saúde (Geres), com sede em Salgueiro e Ouricuri, respectivamente, participaram de abordagem técnica sobre o assunto e, iniciando da última segunda-feira (05/07), até 22/07, iniciarão a inserção do DIU de forma supervisionada.

Ao todo, a expectativa é que 690 mulheres em idade fértil, até os 49 anos, serão contempladas com o método contraceptivo, inserido em procedimento ambulatorial. As atividades serão realizadas com o acompanhamento da equipe do Termo de Cooperação da Organização Mundial da Saúde (TC/Opas/OMS) com a SES-PE, que tem atuado no fortalecimento das ações da rede obstétrica e neonatal em Pernambuco.

O procedimento para inserção do DIU será realizado nas unidades básicas de saúde dos municípios. “Essa ação irá contribuir para a efetivação de ações de planejamento reprodutivo no Estado, garantindo o acesso a este método tão eficaz e seguro”, afirma a assessora técnica do TC/OPAS/SES para obstetrícia, Hérika Dantas.

O dispositivo de longa duração, com duração média de 10 anos, não possui hormônio, é seguro e beneficia as mulheres que não desejam engravidar, pois o cobre liberado por ele interfere no número e no transporte de espermatozóides, além de dificultar a movimentação do óvulo pela trompa, impedindo a fecundação. Com comprimento de 2 a 3 cm, o DIU é inserido no útero da mulher, e tem o potencial de eficácia de 99,3%. O dispositivo também pode ser utilizado por adolescentes e mulheres que não engravidaram (o chamado DIU de intervalo). Já o DIU pós-parto é inserido na mulher logo após o parto.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *