No Ártico, mudanças climáticas ameaçam o arquipélago de Svalbard

De acordo com Ketil Isaksen, pesquisador do Instituto Meteorológico Norueguês, a região de Svalbard é “o lugar da Terra com o maior aumento de temperatura”.

Na parte norte do Mar de Barents, que circunda o arquipélago, o aquecimento é até sete vezes mais rápido do que no resto do planeta, segundo um estudo da Nature do qual é coautor.

Isso se deve à redução da banquisa marinha, que, segundo os cientistas, normalmente atua como uma manta isolante que impede o oceano de aquecer a atmosfera no inverno e o protege do sol no verão.

Em Longyearbyen, o degelo do permafrost está enfraquecendo o solo, forçando a reconstrução das fundações das casas.

Nos arredores da cidade, o agora mal chamado Isfjorden (“fiorde de gelo”), que costumava ser atravessado por motos de neve no inverno, não tem formação de gelo real em sua superfície desde 2004.

Nos escritórios do jornal Svalbardposten, o editor-chefe Børre Haugli resume a situação assegurando que hoje, as mudanças climáticas, “não se discute, nós vemos”.

As informações são do Folha PE.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *