Rede atacadista oferta 300 vagas de emprego em Recife; saiba como se candidatar

Prestes a inaugurar sua segunda loja na capital pernambucana, o Assaí Atacadista está ofertando 309 vagas de emprego imediatas para sua nova unidade. As oportunidades são para preencher o quadro de funcionários da loja que será inaugurada na Avenida Recife, no bairro Jardim São Paulo, nos próximos meses.

As vagas, que são efetivas, abrangem diferentes áreas, incluindo funções de lideranças, técnicas e também operacionais. Entre alguns dos postos, estão Chefe de Seção, Fiscal de Prevenção de Perdas, Repositor de Mercadorias, Operador de Caixa, Auxiliar de Manutenção, Operador de Empilhadeira, Auxiliar de Cozinha, Açougueiro, entre outros. As vagas também incluem oportunidades para pessoas com deficiência.

Quem se interessar em uma das oportunidades, deverá realizar o cadastro por meio do site https://expansaoassairecife.gupy.io, até o dia 3 de setembro. Para iniciar a participação no processo seletivo, é necessário ter em mãos RG, CPF, número de telefone e endereço de e-mail.

Como medida de prevenção contra a Covid-19, o processo seletivo da rede foi adaptado para ser realizado 100% on-line. De acordo com a rede atacadista, a remuneração e o pacote de benefícios oferecidos aos novos trabalhadores será compatível com o mercado. O Assaí destaca que também possui um “plano estruturado de carreira e investe constantemente em capacitação e no desenvolvimento profissional de seus colaboradores em todo o país”.

Sítio em Atibaia: Justiça Federal rejeita denúncia contra Lula

A juíza Pollyanna Alves, da Justiça Federal no Distrito Federal, rejeitou denúncia contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). O caso em questão era o do sítio em Atibaia (SP), propriedade na qual, segundo o Ministério Público Federal, o ex-presidente teria recebido R$ 1 milhão em obras pagas pela empresas Odebrecht e OAS. O caso foi encerrado com a anulação dos atos do ex-juiz Sérgio Moro. Pollyana Alves considerou que o Ministério Público Federal não apresentou provas suficientes para a reabertura do processo.

“Apresentamos 5 manifestações deste que os autos aportaram na Justiça Federal de Brasília, mostrando que o caso não reunia condições mínimas para que fosse reaberta a ação penal, além da suspeição do procurador da República que subscreveu petição para retificar a denúncia oferecida pelos procuradores de Curitiba — sem qualquer referência ao caso concreto e fazendo referência a pessoas que não tinham qualquer relação com o caso do “sítio de Atibaia”, afirmou a defesa de Lula, em nota.

Para a defesa de Lula, “a decisão coloca fim a mais um caso que foi utilizado pela (operação) Lava-Jato para perseguir o ex-presidente Lula e que chegou a receber uma sentença condenatória proferida por ‘aproveitamento’ de uma decisão anterior lançada pelo ex-juiz Sergio Moro”.

IF Sertão PE convoca aprovados da lista de espera do Sisu do 2º semestre

O Instituto Federal do Sertão Pernambucano (IFSertãoPE) divulgou na última sexta-feira (20) edital convocando os candidatos selecionados para a lista de espera do Sistema de Seleção Unificada (Sisu), com ingresso no segundo semestre de 2021. A ocupação das vagas remanescentes nos cursos de graduação tecnológica, bacharelado e licenciatura oferecidos pela instituição utilizará como referência a lista de espera do Sisu 2021.2, obedecendo, ainda, às cotas instituídas por lei.

De acordo com o Instituto, são 335 vagas remanescentes em 13 cursos, oferecidos pelos campi Floresta, Ouricuri, Petrolina, Petrolina Zona Rural, Salgueiro e Serra Talhada. Os selecionados devem fazer a inscrição entre a terça-feira (24) e a sexta-feira (27), utilizando o formulário de matrícula correspondente ao campus para o qual concorreu.

Apaes promovem Semana Nacional da Pessoa com Deficiência no Agreste e Sertão

As unidades da Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae), no Agreste e Sertão de Pernambuco, vão promover a Semana Nacional da Pessoa com Deficiência Intelectual e Múltipla. A ação vai acontecer do sábado (21) até o dia 28 de agosto.

Com o tema “É tempo de Transformar Conhecimento em Ação”, durante a semana vão ser promovidas programações para chamar a atenção e buscar conscientizar a sociedade acerca da luta pelos direitos das pessoas com deficiência.

Em Pernambuco, são 25 unidades de Apaes espalhadas nas cidades de Caruaru, Recife, Garanhuns, Petrolina Salgueiro, Agrestina, Mirandiba, Serra Talhada, Carnaubeira da Penha, Sairé, Passira, Cupira, Cachoeirinha, Bezerros, Barra de Guabiraba, Buíque, Águas Belas, Itaíba, Camaragibe, Altinho, Surubim, Toritama, Palmares, Bonito e Aliança.

Ministro da Educação pede desculpas após dizer que há crianças com grau de deficiência em que é ‘impossível a convivência’

Uma reação foi provocada após o Ministro da Educação (MEC), Milton Ribeiro, afirmar que há crianças com “um grau de deficiência que é impossível a convivência”. A declaração foi dada durante uma visita ao Recife, dias depois de uma entrevista em que ele afirmou que estudantes com deficiência atrapalham o aprendizado de outros alunos.

Após a polêmica, o ministro, por nota “manifestou publicamente o seu pedido de desculpas às pessoas que se sentiram ofendidas”.

Também na nota, o MEC afirmou que “reafirma o seu compromisso com o desenvolvimento de políticas públicas que contemplem de fato as necessidades das modalidades especializadas”.

Ribeiro foi criticado por especialistas na área e por parlamentares.

O senador Romário Faria (PL-RJ) declarou que “só a pessoa desprovida de inteligência pode soltar uma frase como essa”.

O deputado Federal Professor Israel Batista (PV-DF) afirmou que a Frente Parlamentar Mista da Educação, da qual é presidente, se indigna com a fala do ministro sobre os estudantes com deficiência.

O ministro, por sua vez, respondeu às postagens e disse que “é muito deselegante quando um representante do parlamento se dirige desta maneira a um ministro de estado, ainda mais com base em uma frase tirada do contexto”.