Pais de Beatriz confirmam ligação do Governo, mas negam audiência

A mãe da menina Beatriz Angélica Mota confirmou que o Governo de Pernambuco entrou em contato por telefone, mas disse que não houve uma definição quanto à data de uma audiência com o governador Paulo Câmara (PSB), no Palácio do Campo das Princesas, para tratar das investigações sobre o assassinato da filha de 7 anos. Em 10 de dezembro de 2015, ela foi morta com 42 facadas em Petrolina. O caso ainda não foi solucionado.

A declaração contraria o anúncio feito pelo Governo do Estado de que Paulo Câmara receberá Sandro e Lúcia Mota, mãe da garota, na próxima terça-feira (21), às 11h.

Na noite de hoje, a família emitiu uma nota pelas redes sociais negando que foi procurada pelo governador para agendar uma reunião na data informada. “Recebemos a ligação de uma pessoa que se identificou pelo nome de Edneide, afirmando ser secretária e que estava falando em nome da Chefia e Gabinete do Governador, requerendo que enumerássemos as nossas solicitações, afirmou Lucinha. O professor Sandro Romilton, pai de Beatriz, também confirmou a informação ao Blog do Magno.

No último dia 5, Sandro Romilton e Lúcia Mota iniciaram uma caminhada de Petrolina com destino ao Recife para cobrar a federalização do caso. Nesta segunda-feira eles completaram 500km de caminhada.

Paulo Câmara decide receber a família da menina Beatriz na próxima terça-feira

O governador Paulo Câmara receberá na próxima terça-feira (21), às 11h, a família da menina Beatriz, assassinada há seis anos, em Petrolina, no Sertão do estado. Além do governador, participarão da audiência o secretário de Defesa Social, Humberto Freire, e o chefe de Polícia Civil, Nehemias Falcão.

Os pais de Beatriz, que estão percorrendo 800 km a pé – de Petrolina ao Recife – em forma de protesto, foram contatados pelo gabinete do governador, que informou a data da audiência.

Beatriz Angélica Mota tinha sete anos quando foi assassinada a facadas, em 2015, durante uma festa na escola onde estudava. A Polícia Civil ainda não concluiu o caso.

Em busca de apoio, Miguel Coelho se reúne com lideranças políticas em Salgueiro

Cumprindo a agenda política de caminhada em busca do Palácio do Campo das Princesas, o prefeito de Petrolina, Miguel Coelho (DEM) participou de encontros  com lideranças sertanejas de peso em suas regiões. Em Salgueiro, no último fim de semana, Miguel foi recebido pelo ex-prefeito Clebel Cordeiro, o pré-candidato a deputado estadual Fabinho Lisandro e os vereadores Professor Agaeudes, Léo Parente, Henrique Sampaio, Sávio Pires, Emmanuel Sampaio, André de Zé Esmeraldo e Flavinho, além da ex-vereadora e candidata a vice no último pleito municipal, Paizinha Patriota. O grupo integra o bloco de oposição e vem discutindo o democrata uma aliança para mudar os rumos do governo do Estado.

Após compromissos em Salgueiro e Carnaubeira da Penha, Miguel esteve em Serra Talhada, onde foi recebido pela prefeita Márcia Conrado e o ex-prefeito Luciano Duque. A conversa girou em torno do cenário político estadual e experiências administrativas de Petrolina e Serra.

O giro pelo Sertão ainda teve um encontro com lideranças de Carnaíba e uma visita ao prefeito de Tuparetama. Nesta segunda-feira (20), Miguel Coelho cumpre agenda em Machados, Lagoa de Itaenga e São Lourenço da Mata.

Homem é detido por porte ilegal de arma de fogo e suspeita de maus tratos em Salgueiro

Uma ocorrência foi registrada na última sexta-feira (17) em Salgueiro, um homem foi preso  suspeito porte ilegal de arma, abandono de incapaz, maus tratos e criação de animais silvestres em cativeiro.

Policiais militares do 8º BPM fizeram o flagrante após receberem denúncia anônima.

No local, o efetivo encontrou um revólver calibre 38 e 27 munições, duas crianças  em situação de maus tratos e um viveiro de pássaros considerados em extinção.

O suspeito foi autuado em flagrante, por porte ilegal de arma de fogo e munições na Delegacia de Polícia da cidade. O conselho tutelar  foi acionado para acolher as crianças, e os pássaros foram recolhidos para o Ibama.

Alckmin será vice de Lula e Haddad vai disputar uma vaga no Senado

Matéria do Correio Braziliense, que trata da saída do ex-governador de São Paulo Geraldo Alckmin do PSDB após 33 anos, afirma que a decisão do agora ex-tucano teria sido tomada para sedimentar sua candidatura a vice-presidente na chapa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, do PT. Alckmin deve se filiar ao PSB.

No acerto fechado nos últimos dias, além de Alckmin como vice de Lula, o ex-presidenciável do PT e ex- ministro da Educação, Fernando Haddad, tende a disputar uma vaga para o Senado por São Paulo, e o ex-governador de São Paulo Márcio França (PSB) concorrerá ao governo paulista novamente. Foi uma exigência do PSB para apoiar a aliança Alckmin e Lula. O acordo será detalhado aos poucos.

Por meio do Twitter, Haddad negou que seja candidato ao Senado e que qualquer negociação tenha sido fechada. ‘É completamente falsa a informação, veiculada pelo correio braziliense, de que cogito candidatura ao Senado. Sequer entraram em contato comigo’, disse.