Salgueiro realizará mutirão de vacinação neste sábado (18)

Neste sábado (18), a partir das 8h, acontecerá um mutirão para aplicação de segundas e terceiras doses de vacinas contra a Covid-19. A ação da Secretaria Municipal de Saúde objetiva reduzir o número de pessoas que estão com doses em atraso.

Quem já está apto a receber a 2ª ou 3ª dose, deve se dirigir ao prédio da secretaria, localizado na Avenida Aurora de Carvalho Rosa, no Centro. É preciso apresentar um documento de identidade e o cartão de vacinação.

Podem tomar a 3ª dose, pessoas com mais de 55 anos que tomaram a 2ª há quatro meses ou a partir de 18 anos que receberam a 2ª há pelo menos cinco meses. Já a aplicação da 2ª dose segue o prazo de cada imunizante.

Prefeitura de Salgueiro decreta aumento de IPTU a partir de 2022

Proprietários de imóveis em Salgueiro pagarão mais caro pelo IPTU (Imposto sobre a Propriedade Predial e Territorial Urbana) a partir de janeiro de 2022. O prefeito do município, Marcones Sá, assinou Decreto n° 55/2021 nessa quinta-feira, 17, elevando o valor do tributo com base no IPCA do período de dezembro de 2020 a novembro de 2021 (10,74%).

De acordo com o decreto, “os valores do metro quadrado de terreno constantes da Planta de Valores Genéricos e os valores básicos do metro quadrado de construção, usados para a apuração da base de cálculo do IPTU, assim como todos os demais tributos municipais que estejam parametrizados com a UFM serão corrigidos monetariamente em 10,74%”.

O valor da Unidade Fiscal do Município (UFM), que serve de base para cálculo dos impostos, passa a ser de R$ 3,3453 a partir de 1° de janeiro de 2022.

Informações: Blog Alvinho Patriota

MPPE recomenda que Prefeitura de Salgueiro suspenda imediatamente a contratação de laboratório de análises clínicas

O Ministério Público de Pernambuco (MPPE), por meio da Promotoria de Justiça local, recomendou ao prefeito e secretário de Saúde de Salgueiro que suspendam, de imediato, o Pregão nº101/2021 e tomem as medidas necessárias no sentido de observar os princípios da legalidade, moralidade e impessoalidade dispostos em Lei. A recomendação foi sobre a contratação de um laboratório de análises clínicas da cidade administrado por parente do secretário de Saúde do município.

A Promotoria de Justiça de Salgueiro também recomendou que ao prefeito e secretário de Saúde abstenham-se de contratar empresas cujos sócios, administradores, empregados, controladores, entre outros, sejam servidores ou parentes dos órgãos contratantes fundamentado esse impedimento nos princípios da moralidade e impessoalidade, indispensável à lisura da licitação e da contratação administrativa.

Mais informações na recomendação, que foi publicada no Diário Oficial Eletrônico do MPPE de 16 de dezembro de 2021.

Anvisa libera a vacina da Pfizer para crianças de 5 a 11 anos

A área técnica da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) autorizou nesta quinta-feira (16) a aplicação da vacina da Pfizer contra Covid-19 em crianças de 5 a 11 anos. Ainda não há previsão de quando a imunização vai começar, pois a dosagem para esse público será menor do que a utilizada por maiores de 12 anos e o Brasil ainda não tem essas doses ajustadas.

A mesma autorização de uso já foi concedida pelo FDA e pela EMA (agências regulatórias de saúde dos Estados Unidos e União Europeia), além de países como Costa Rica, Colômbia, República Dominicana, Equador, El Salvador, Honduras, Panamá, Peru e Uruguai.

A Anvisa reforça que a aprovação dada hoje permite que a vacina já seja usada no país para a faixa de 5 a 11 anos. “A chegada do imunizante aos postos depende do calendário e da logística do Programa Nacional de Imunizações do Ministério da Saúde (PNI/MS), que coordena a distribuição das vacinas por meio de programas públicos no Brasil”.

Dosagem

O pedido para ampliação do uso da vacina da Pfizer para essa faixa etária havia sido apresentado em 12 de novembro. A farmacêutica informou que a dosagem para essa faixa etária será menor. Além disso, os frascos terão a tampa da cor laranja, para diferenciar das doses já usadas em maiores de 12 anos.

Informações: G1

Covid deixou de ser a maior causa de mortalidade no Brasil

A covid-19 deixou de ser a principal causa de mortalidade no Brasil há dois meses. É o que indica uma comparação dos registros da pandemia de novembro com a média de mortes por todos os outros fatores no mês durante os últimos 5 anos. Comparada com a média, a pandemia ocupa agora a 8ª colocação entre os principais causadores de mortalidade no Brasil.

Doenças isquêmicas do coração (como o infarto), cerebrovasculares (como o AVC) e outras doenças circulatórias foram as principais causas de morte em novembro nos últimos 5 anos. Foram em média mais de 7.800 óbitos registrados no mês em cada uma dessas categorias.

O Brasil registrou 4.090 mortes por covid em novembro de 2021. Os dados da data real das mortes de covid são atualizados semanalmente, mas é improvável que alguma nova atualização faça a covid voltar ao patamar de maior causa de mortalidade. Para isso, precisaria mais do que dobrar o número de mortes identificadas no mês de novembro.

O Poder360 comparou a data real das mortes por covid-19 em novembro de 2021 com a média de mortalidade no mesmo mês de 2016 a 2020 de todas as doenças no Brasil. Os dados de mortes por data real estão no último boletim epidemiológico. Os dados de causas de morte foram obtidos de 2016 a 2020 do SIM (Sistema de Informações sobre Mortalidade) porque ainda não há dados computados de mortalidade para todas as doenças nos últimos meses de 2021.